quarta-feira, 30 de abril de 2014

E a coisa é desvendada...

Há dois posts atrás partilhei uma imagem na qual se basearia a minha nova capa de Iphone. E aqui está ela. Um pacote de batatas fritas inspirado, claramente, nos pacotes de batatas fritas do MacDonald's, mas muito mais saudável e não engorda ;)
Adorooooooooooo :)

terça-feira, 29 de abril de 2014

O que é que a minha mala tem...


O que é que a minha mala tem?
O que é que a minha mala tem?
Tem muita coisa tem.
Tem coisa útil tem.
Inútil também tem.
Tem muito peso tem.
Tem tamanho xxl tem.
Um tablet e agenda tem.
E tem carteira bonita tem.
Tem óculos de sol tem.
E tem coisas como ninguém.

O que é que a minha mala tem?
Mas o que é que a minha mala tem?
Tem neccessaire para meu bem, tem.
Tem revista de moda tem.
Chaves de casa tem.
Tem chaves de carro tem.
Tem phones para Ipod tem.
Carteira de documentos, tem.
Tem uma caneta tem.
Espaço para mais alguma coisinha também tem.
O que é que a minha mala tem?
O que é que a minha mala tem?


P.S. texto escrito baseado na letra da música "O que é que a baiana tem?" de Carmen Miranda.

 Ver http://letras.com/dorival-caymmi/356574/




Aí vem coisa...


Amanhã mostro :)

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Boot fazer algo diferente ao Domingo

E aqui está o que andei a fazer este fim de semana...
Uma experiência única, maravilhosa, espectacular. Para voltar a repetir.
Um teste à nossa condição física, mas sobretudo espírito de equipa.
Óptimo convívio. Momentos bem passados. O pior foi hoje, estou toda dorida, parece que levei porrada :/ Mas mesmo assim não me arrependo nem um bocadinho.
E ainda trouxemos o segundo lugar :D
Aqui ficam as imagens...

















domingo, 27 de abril de 2014

E a semana foi assim...

O meu Benfica foi campeão, e tive de levar com um gajo cheio de azia cá em casa (boyfriend portista). Aproveitei os momentos de sol que foram dando o ar da sua graça (de vez em quando). Fui ao ginásio (faz parte da minha rotina saudável). Fui ao cinema ver o Spiderman (o meu super herói preferido de todos os tempos). Cometi alguns pecados gastronómicos, experimentei o Slow que faz parte do grupo H3 e Empadaria do Chefe (até que gostei mas continuo a preferir os outros dois, especialmente a Empadaria, que para grande tristeza minha fechou no Colombo). E fiz algumas comprinhas na Primark e Fnac. Nesta última comprei a 5ª temporada do Sexo e a Cidade (está quase, só falta mais uma temporada). Na primeira, comprei algumas coisinhas de que estava a precisar para a minha mala: uma bolsa para levar algumas coisinhas de maquilhagem e afins que andam sempre comigo. Uma caixa para os óculos, pois a minha original da Raiban estragou-se e andava com bolsas enormes da Mango. E uma corda para saltar em casa, pois no ginásio não dá muito jeito e só salto nas aulas de boxe. E como saltar à corda é um dos principais exercícios de preparação física das aulas de boxe, e ainda não lhe apanhei bem o jeito, tenho de praticar bastante para ficar expert ;)
 


 







domingo, 20 de abril de 2014

Miniférias que souberam a pouco

Estas miniférias da páscoa, que para mim foram de quatro dias :) obrigada senhor Reitor por nos ter dado a quinta feira de tolerância de ponto :)) serviram, essencialmente, para descansar, tratar da avó que teve alta do hospital e que graças a Deus está a recuperar (devagarinho, mas está), ir ao ginásio (para queimar os excessos destes dias), fazer bolo de chocolate para a família, passear com a Maria (sobrinha do meu boyfriend e minha do coração), trazer a Inca até minha casa para matar saudades, e outras coisinhas menos importantes...
Agora vem aí mais uma semana de trabalho, mas também mais curta. Sexta é feriado, logo fim de semana prolongado yupiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
Toca a fazer planos para estes dias :) Domingo já tem um agendado... primeira experiência de Bootcamp, vamos lá ver se aguento :/ Depois mostro fotografias.

A páscoa foi assim...

 



 
Com muitos doces e em família como se quer :)

Hoje é dia de festa o meu Benfica foi campeão :)

SLB SLB SLB

quarta-feira, 16 de abril de 2014

É a loucura

Desde que o meu querido boyfriend me ofereceu um iphone (no dia dos namorados) que não quero outra coisa. Praticamente não usei mais o meu tablet. O iphone dá para fazer tudo o que faço no tablet, e ainda mais. À excepção de que no iphone não posso navegar na net ilimitadamente. O meu pacote de net ilimitada está associado ao tablet :/ Das duas uma, ou associo o pacote ao iphone ou passo a usar mais o tablet. Usando o iphone apenas através de wi-fi. O que também não é de todo problemático, uma vez que tenho wi-fi em casa, no trabalho, casa dos pais, dos cunhados, nos cafés que frequento habitualmente, nos shoppings...
Mas o que me fez escrever este post foi a loucura que tem sido a aquisição de capas hiper mega giras. Existem imensos acessórios para esta pequena maravilha tecnológica e as capas são uma perdição.
Em dois meses de iphone, já são algumas as capas. As que mais gosto são as 3D. São grandes mas com muito graça. As minhas capas vão desde uma  minnie, a uma tablete de chocolate, frasco de verniz, animais... 
Aqui ficam as imagens.









segunda-feira, 14 de abril de 2014

Coffee please

Hoje é dia internacional do café e como apreciadora que sou, não poderia deixar de postar algo.
Não bebo café há muitos anos. Bebia apenas ocasionalmente, em saídas à noite. Mas com a minha vinda para o meu actual trabalho, o gosto pelo café intensificou-se e passou de ocasional, a rotina.
Normalmente bebo um a dois cafés por dia. Mais dois vá. Quase sempre de chávena. Não gosto muito de beber em copos de plástico. Não sei porquê mas quando bebia dava-me a volta à barriga.
Quanto a marcas bebo qualquer uma, mas prefiro Delta. Em casa, como tenho máquina dolcegusto, bebo Boundi.
Gosto de beber café logo pela manhã, para acordar, e depois do almoço, também para acordar. Pois de tarde às vezes dá-me uma moleza.
Já tentei beber sem açúcar, mas não consigo. Dizem que os verdadeiros apreciadores de café bebem sem açúcar, eu não consigo.
Com o aumento do gosto pelo café, e tendo eu introduzindo-o na minha rotina, começei a ficar cada vez mais exigente e a querer experimentar coisas novas e em espaços novos.
Bebo café em qualquer lado, mas não vou negar que para mim o acto de beber café não é só ingeri-lo e pronto. Gosto também, de apreciar todo o momento. E gosto de fazê-lo em sítios giros e diferentes. Não num simples café da esquina.
É aqui que entram os cafés com história. Espaços que são muito mais do que um café. As suas paredes estão pintadas de tempo. Cafés que parecem museus e que são pontos turísticos das suas cidades.
No Porto já fui ao Magestic. Duas vezes. Na primeira paguei 2 euros por um café. Na segunda paguei 2, 50 euros. Mas vale a pena. É um café emblemático desta cidade, que adoro. O café é servido em chávenas trabalhadas, e até traz um chocolate.
Em Lisboa há A Brasileira. Por incrível que pareça, nunca lá fui. Já tive vontade de lá ir várias vezes, e de tirar uma fotografia ao lado da estátua de Fernando Pessoa, mas ainda não se proporcionou.
Na cidade de Braga, nas minhas férias da páscoa do ano passado, fiquei a conhecer um café maravilhoso e com história, também ele de nome A Brasileira. Aqui o café não é caro. Já não me lembro, mas paguei menos de um euro. E o mobiliário é espectacular. As mesas têm aquele aspecto mesmo antigo. E as cadeiras são há antiga, duras e robustas.
Em Coimbra também há um que gostaria de conhecer, o café Santa Cruz. Com quase cem anos. Já foi igreja, uma esquadra de polícia, um casa funerária... Neste café servem-se uns bolos típicos chamados Crúzios. Têm tão bom aspecto. Só de pensar já dá água na boca.
Aqui ficam algumas imagens dos meus coffee times.
 
Magestic, Porto.

A Brasileira, Braga.

 
Starbucks, Lisboa.
 

Sobre esta última imagem, quem me segue nas redes sociais, já sabe que é habitual, eu partilhar o meu momento starbucks. Adoro o conceito. Adoro o espaço. Adoro os cafés. E sem sombra de dúvidas que o meu prefirido é o Starbuks do Rossio.
 
 
 

New iphone case

Mesmo a tempo da páscoa veio a minha nova capa do iphone. Um coelho :) É linda, linda. Para verem esta e outras capinhas podem visitar acessoriesworld, no facebook.


Adoooooro!!!!!

domingo, 13 de abril de 2014

Daqui avistam-se as lezírias

Hoje foi dia de ir visitar a minha avózinha ao hospital. Partiu o femur numa queda e teve de ser operada. Mas já está tudo bem. Agora é recuperar. A minha avó é forte. Com 85 anos é uma valente.
O Hospital da minha zona é o Hospital de Vila Franca de Xira, que já abriu há mais de um ano, mas que graças a Deus não tinha ainda lá metido os pés. Apenas via-o à distância, cá debaixo da estrada.
Mas há uma primeira vez para tudo, e dada a situação com a minha avó, claro que fui a correr e a saltar ter com ela, e conheci, então, o dito cujo.
O que tenho a dizer de minha justiça, das primeiras impressões que tive... é bem maior do que o outro, mas isso já eu tinha reparado, mesmo cá debaixo da estrada. É novinho, está tudo bonitinho, tudo limpinho, mas de grande que é, foi uma confusão para conseguir ir às visitas. Está cheio de elevadores. Uns para os parques de estacionamento, outros para urgências e outras especialidades médicas, e outros então para acesso às visitas. Só lá fui à terceira. Isto depois de ter tirado uma senha numa máquina, que não está num sítio muito estratégico (mal se vê) e de ter esperado algum tempo para ser atendida na recepção, que tem uns 7 postos, mas naquele momento só estavam a funcionar 2 (e muuuuuuuuito lentos). Depois de entrar e sair de vários elevadores, tirar senha, esperar, bufar, tudo para me dizerem que não tinham cartões disponíveis, já tinham sido todos levantados. Agora era esperar que as visitas descessem. Isto tudo no primeiro dia que fui visitar a minha avó. Quase a horas de terminarem as visitas. Estava a ver que passava o tempo ali naqueles filmes e visita nada. Mas tudo se resolveu :)
Hoje voltei a ir ver a minha avó e qual é o dia de hoje, qual é?? Domingo. Esse dia em que está tudo em casa com disponibilidade para fazer tudo e mais alguma coisa, inclusive ir visitar algum familiar ou amigo ao hospital. Então, mal lá chegámos a fila para a tal máquina das senhas de levantar os cartões das visitas era enorme. Bem como o tempo de espera das visitas foi muito maior, porque houve mais visitas. Mas o melhor de tudo foi a fila para os elavadores das visitas. Mas o hospital não é novo?? Porque é que não se lembraram de fazer elevadores maiores para as visitas. Além de serem só 2, são pequenos. Depois várias pessoas dentro de um elevador, sinónimo de paragem em quase todos os pisos. Parecia eu que estava no comboio em hora de ponta... com licença, ups, obrigada, desculpe lá, queria sair...
Ao chegar ao quarto da minha avó, uma coisa bem diferente do antigo, só tinha duas camas. Já não se tem de partilhar o quarto com quatro pessoas. Quarto com casa de banho. Com LCD. Armário individual para se guardar os objectos do doente... completamemte surpreendida.
Mas o melhor de tudo mesmo é a vista. Uma magnífica vista para as lezírias, rio tejo, ponte de VFX... Nem sei como é que ainda ninguém se tinha lembrado de construir ali um hotel de luxo. Construíram o hospital, que de hotel tem pouco, mas de luxo até que tem algumas coisinhas, não podemos reclamar.
Aqui fica a vista. Não deve haver no país hospital com melhor localização em termos de vista do que este. Aposto :)


Dito isto, quero só aqui acrescentar que mesmo tendo ficado com uma impressão positiva do hospital, não é de todo minha vontade lá voltar :D
 

sábado, 12 de abril de 2014

De volta ao ginásio

Ainda não tinha escrito sobre o meu regresso ao ginásio, após alguns anos em que troquei o desporto entre quatro paredes e optei por fazer corridas ao ar livre.
Adoro correr, mas a corrida é um exercício que provoca muitas lesões. E eu tive várias. Ora nos joelhos, ora nas virilhas... A última lesão, no joelho direito, obrigou-me a repouso absoluto. O que resultou num mês sem qualquer prática de desportiva. Foi um sacrífico enorme para mim. Pois quem me conhece, sabe o quanto gosto de fazer desporto.
Como não consigo ficar muito tempo parada, lá fui eu inscrever-me no ginásio. Já lá vão dois meses e meio e acabaram-se as lesões nos joelhos e nas virilhas :D
Não é que não goste de ginásios, mas prefiro o contacto com a natureza, o ar puro... E como tudo o que se estranha depois entranha, já sou uma frequentadora assídua do gym.
A escolha do ginásio não foi difícil, na minha terrinha só existem dois e optei por aquele em que o boyfriend anda. Entrei no mês dos namorados com direito a pacote especial e tudo o que foi ainda melhor :)
Como qualquer pessoa que se inscreve no ginásio, há sempre uma aula de avaliação para ver a nossa condição física e traçarmos objectivos. A minha condição física não estava mal, pois sempre pratiquei desporto. Apenas uma percentagem de massa gorda a eliminar. UM DOS OBJECTIVOS. Outro dos objectivos, e o maior de todos, é definir. Magra já eu sou, e não me interessa perder mais peso.
Começei então os meus treinos, de cardiofitness e musculação. Sem aulas de grupo. Como vinha de uma lesão não quiz abusar e achei melhor começar devagarinho, SEM PULOS.
Fazer ginásio ao fim do dia, que é o meu caso, devido ao horário de trabalho, é uma aventura. As máquinas estão sempre ocupadas quando chego e tenho quase sempre de esperar. Ou então tenho de ir para uma máquina que não gosto tanto. Pois as passadeiras e elípicas estão sempre ocupadas.
Com os aparelhos de músculação não é muito diferente. Tenho de estar sempre a trocar a ordem do meu treino, porque nem sempre a máquina que quero está disponível. No problem. O treino faz-se na mesma.
Ao fim de poucos dias notei logo resultados. As pernas mais firmes e duras e braços também. Mas como sou uma miúda motivada e que gosta de experimentar coisas novas, descobri que no meu gym há aulas de boxe. Já tinha ouvido falar desta modalidade e é óptima para quem quer definir, um dos meus objectivos, lembram-se??
Então um dia destes fui experimentar a aula e fiquei ainda com mais vontade de fazer. É óptimo para ganhar resistência física. Para quem pensa que no boxe só se dá murros, está muuuuuuuuuuuito enganado. Grande parte das aulas são de pura preparação física, e na parte final é que damos então os tão esperados murros looool
Saltar à corda, flexões, agachamentos, saltos, abdominais, são o prato do dia. Depois há os diretos, cross, uppercuts, murros no saco, murros na parede, murros na barriga...
Hoje foi dia de treino, estou de rastos. Amanhã é dia de descanso. O descanso também é muito importante para o nosso desempenho físico.
Espero que se sintam inspirados e começem a praticar desporto para bem da vossa saúde!
Bons treinos :)